This content is not available in your region

Centenas de tanques russos muito perto de Kiev

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Centenas de tanques russos muito perto de Kiev
Direitos de autor  Pavel Dorogoy/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.

No sexto dia da guerra na Ucrânia, um comboio de tanques e veículos blindados russos aproximou-se da capital e intensificaram-se os combates no terreno.

Volodymyr Zelenskiyy disse que para as conversações sobre um cessar-fogo continuarem, a Rússia tem de parar de bombardear cidades ucranianas. Em entrevista à agência Reuters, esta terça-feira, Zelenskiyy pediu aos membros da NATO para imporem uma zona de interdição de voo para deter a força aérea russa. Para o presidente ucraniano, trata-se de uma medida preventiva que não vai arrastar a aliança para a guerra.

Em Kharkiv, a segunda maior cidade do país, pelo menos 10 pessoas morreram e 35 ficaram feridas. Segundo os números oficiais do Gabinete de Direitos Humanos das Nações Unidas, desde o início da guerra já morrera 136 civis, incluindo 13 crianças, e há pelo menos 400 feridos. A ONU acredita que o número real de vítimas é muito maior.

Também nesta terça-feira, as tropas russas e as milícias de Donetsk ganharam controlo sobre a costa da Ucrânia ao longo do Mar de Azov. A informação foi avançada pelo porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, que voltou a sublinhar que os militares russos não têm como alvos infraestruturas civis de zonas residenciais.

Para esta quarta-feira, está marcada a segunda ronda de conversações entre a Rússia e a Ucrânia. A primeira ronda de conversações, que teve lugar perto da fronteira entre a Bielorrússia e a Ucrânia, na segunda-feira, terminou após cerca de seis horas sem qualquer avanço. No final, os dois lados concordaram com uma ronda de acompanhamento nos próximos dias.