Centenas de tanques russos muito perto de Kiev

Centenas de tanques russos muito perto de Kiev
Direitos de autor Pavel Dorogoy/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Delegações dos dois lados do conflito voltam a reunir esta quarta-feira

PUBLICIDADE

No sexto dia da guerra na Ucrânia, um comboio de tanques e veículos blindados russos aproximou-se da capital e intensificaram-se os combates no terreno.

Volodymyr Zelenskiyy disse que para as conversações sobre um cessar-fogo continuarem, a Rússia tem de parar de bombardear cidades ucranianas. Em entrevista à agência Reuters, esta terça-feira, Zelenskiyy pediu aos membros da NATO para imporem uma zona de interdição de voo para deter a força aérea russa. Para o presidente ucraniano, trata-se de uma medida preventiva que não vai arrastar a aliança para a guerra.

Em Kharkiv, a segunda maior cidade do país, pelo menos 10 pessoas morreram e 35 ficaram feridas. Segundo os números oficiais do Gabinete de Direitos Humanos das Nações Unidas, desde o início da guerra já morrera 136 civis, incluindo 13 crianças, e há pelo menos 400 feridos. A ONU acredita que o número real de vítimas é muito maior.

Também nesta terça-feira, as tropas russas e as milícias de Donetsk ganharam controlo sobre a costa da Ucrânia ao longo do Mar de Azov. A informação foi avançada pelo porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, que voltou a sublinhar que os militares russos não têm como alvos infraestruturas civis de zonas residenciais.

Para esta quarta-feira, está marcada a segunda ronda de conversações entre a Rússia e a Ucrânia. A primeira ronda de conversações, que teve lugar perto da fronteira entre a Bielorrússia e a Ucrânia, na segunda-feira, terminou após cerca de seis horas sem qualquer avanço. No final, os dois lados concordaram com uma ronda de acompanhamento nos próximos dias.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Guerra na Ucrânia, dia 6: TPI foca-se nos "crimes de guerra" e Kremlin acentua ofensiva

Mais de 660 mil pessoas já fugiram da violenta ofensiva russa na Ucrânia

Ucrânia: "porta para o alargamento da NATO continua aberta"