Ajuda humanitária cada vez mais presente na Ucrânia

Valérie Gauriat, Euronews. Lviv, Ukraine
Valérie Gauriat, Euronews. Lviv, Ukraine Direitos de autor Euronews
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Civis agradecem mas esperam encerramento do espaço aéreo ucraniano à Rússia.

PUBLICIDADE

"Estou aqui naquele que há pouco tempo era o Centro Nacional de Arte da cidade de Lviv, no oeste da Ucrânia, um centro muito famoso que foi agora transformado em centro humanitário. Atrás de mim vêm-se montes de brinquedos, há também comida, roupa e todo o tipo de artigos, mas estes brinquedos lembram-nos que cada vez mais civis são afetados por esta guerra. Desde sexta-feira, outros locais têm sido alvo de ataques aéreos. Na região de Kiev, mas também no sul - em Mariupol - ou em Kharkiv, os civis são cada vez mais atingidos - cada vez mais civis são mortos - e ao mesmo tempo a onda de refugiados continua a dirigir-se para o oeste da Ucrânia, para a cidade de Lviv, onde esta ajuda humanitária é extremamente necessária. 

Ao mesmo tempo que a ajuda internacional é bem-vinda, o que esperam da parte da comunidade internacional agora é, principalmente, o encerramento de todo o espaço aéreo da Ucrânia à Rússia
Valérie Gauriat
Euronews

Mas o que as pessoas me dizem aqui é que ao mesmo tempo que a ajuda internacional é bem-vinda, o que esperam da parte da comunidade internacional agora é, principalmente, o encerramento de todo o espaço aéreo da Ucrânia à Rússia." - Valérie Gauriat, Euronews

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia declara correspondente da BBC de “agente estrangeiro”

Ninhada de cachorrinhos salva de incêndio na Ucrânia

Um morto e doze feridos em ataque russo a Poltava na Ucrânia