EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Estádio de Leiria transforma-se na "casa" de refugiados ucranianos

Ucranianos chegam ao estádio de Leira onde ficarão hospedados
Ucranianos chegam ao estádio de Leira onde ficarão hospedados Direitos de autor PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP or licensors
Direitos de autor PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP or licensors
De  Nara Madeira com AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O estádio de Leiria, construído para o Euro 2004, que decorreu em Portugal, os camarotes foram remodelados e servem de abrigo a refugiados ucranianos.

PUBLICIDADE

Deixaram a Ucrânia rumo a Portugal. Muitos têm família no país, outros precisavam, simplesmente, de um porto seguro. 

No estádio de Leiria, construído para o Euro 2004, que decorreu em terras lusas, cerca de duas dezenas de camarotes foram remodelados e servem agora de abrigo para estes ucranianos. Os quartos foram decorados com as cores da bandeira da Ucrânia e no total há 54 camas disponíveis. Pretende dar algum conforto a quem se viu obrigado a fugir da invasão russa ao seu país com pouco mais do que a roupa que levava no corpo.

São sobretudo mulheres e adolescentes, mas também algumas crianças, que estão ali alojados e esperam-se mais pessoas. O objetivo é integrá-las num país onde se fala uma língua diferente mas onde a comunidade ucraniana, que mantém as raízes no seu país de origem, é importante. 

Em Leiria existe cerca de um milhar os ucranianos e estão prontos a ajudar os seus conterrâneos neste novo começo, ou pelo menos nova etapa, porque a maioria quer regressar a casa. Ali, naquela cidade até aqui desconhecido, promete-se ajudar estas pessoas a encontrar emprego e integrar as crianças e jovens nas escolas locais.

Editor de vídeo • Nara Madeira

Outras fontes • RTP

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Refugiados ucranianos acolhidos na Suíça pela bisneta de Tolstoy

Estação de Berlim reforça vigilância no acolhimento de refugiados

Jovens ucranianos na Jornada Mundial da Juventude dizem sentir apoio do Papa