This content is not available in your region

Tensão em Nagorno-Karabakh

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira  com AFP
euronews_icons_loading
Tensão em Nagorno-Karabakh
Direitos de autor  Roman Ismayilov/MTI/MTVA

O Azerbaijão rejeitou as exigências da Rússia de retirar os seus militares das áreas que estão sob controlo das forças russas de manutenção da paz em Nagorno-Karabakh.

A Arménia tinha instado a Rússia a tomar medidas, visíveis, para estabilizar a situação e investigar as ações das forças de manutenção da paz durante a incursão do país vizinho.

Para Moscovo as Forças Armadas do referido país violaram as disposições da declaração tripartida dos líderes da Rússia, Azerbaijão e Arménia, ao entrarem na área que está sob a responsabilidade do contingente russo no território de Nagorno-Karabakh.

Para o Azerbaijão é a Arménia que está a violar o referido acordo pela não retirada total do exército arménio e de grupos armados ilegais da referida região.

Baku apelou à Rússia para assegurar a retirada total das tropas das fronteiras do país, internacionalmente reconhecidas, Nagorno-Karabakh incluído.

Por sua vez, o presidente desta autoproclamada república decretou a lei marcial.

Como resultado da guerra ocorrida no final de 2020, Yerevan perdeu o controlo sobre mais de dois terços dos territórios em Nagorno Karabakh que controlava desde os anos 90.