This content is not available in your region

Visitas guiadas ao Cumbre Vieja ajudam a ultrapassar rasto de destruição

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Várias povoações ficaram isoladas pela lava do vulcão da Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma
Várias povoações ficaram isoladas pela lava do vulcão da Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma   -   Direitos de autor  Emilio Morenatti/AP

O vulcão na ilha de La Palma foi até há pouco tempo um cenário de erupções contínuas, com milhares de pessoas a terem de ser retiradas daquela ilha espanhola das Canárias depois de o Monte Cumbre Vieja ter começado a expelir rocha derretida, produzindo fluxos de lava imparáveis e causando estragos.

Meses depois, em La Palma, o vulcão atrai turistas, sendo agora possível fazer excursões pelas encostas.

Embora a região ainda esteja em processo de "desgaseificação", foram criadas rotas guiadas em áreas seguras perto do cume.

Os percursos ajudam os residentes a ultrapassar o rasto de destruição deixado pelo vulcão: "É impressionante ver o que a natureza faz e a destuição que causou. Tantas casas aqui debaixo... Horrível", afirma uma residente na região.

Outra residente considera esta experiência de ver o cume do vulcão como uma "oportunidade de reconciliação", "para aceitar e aprendrer a conviver" com os danos causados.

A erupção do vulcão destruiu mais de 900 edificícios e devastou a economia da ilha. O governo de Madrid prometeu 206 milhões de euros em financiamento. A recuperação ainda vai levar algum tempo.