This content is not available in your region

OMS e UNICEF alertam para surtos de sarampo no mundo

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Os atrasos na vacinação e o fim das restrições da COVID-19 podem aumentar surtos de sarampo
Os atrasos na vacinação e o fim das restrições da COVID-19 podem aumentar surtos de sarampo   -   Direitos de autor  Paul White/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved

Os casos de sarampo aumentaram quase 80% em todo o mundo nos primeiros dois meses do ano, anunciaram a  Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

A OMS tem constantemente alertado nos últimos meses sobre o risco de absoluta "catástrofe" se o atraso na vacinação das crianças devido à pandemia da Covid-19 não for travado e se as restrições de saúde forem levantadas de forma muito rápida.

Esta é a semana mundial da imunização, uma oportunidade para destacar o poder incrível das vacinas não só para salvar vidas, mas conforme o tema deste ano, para oferecer também a oportunidade de uma longa vida para todos. Mas a pandemia causou perturbações graves em todo o mundo aos programas de imunização de rotina, colocando milhões de vidas de crianças em risco, e abrindo a porta a novos surtos de sarampo e de poliomielite
Tedros Adhanom Gebreyesus
Director-geral da OMS

A OMS e a UNICEF temem o aparecimento de epidemias graves de sarampo, uma doença viral e altamente contagiosa, que pode afetar "milhões de crianças" este ano.

Até Abril, houve 21 surtos significativos de sarampo nos últimos 12 meses, sobretudo em África e no Mediterrâneo Oriental.

Os países com os maiores surtos de sarampo registado desde o ano passado são a Somália, Iémen, Afeganistão e Etiópia.