Zelenskyy acusa Rússia de tornar Mariupol num "campo de concentração"

AP
AP Direitos de autor Photo : AP (Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.)
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente russo comparou o que as tropas de Putin fizeram na cidade com o que os nazis fizeram na Segunda Guerra Mundial

PUBLICIDADE

O presidente ucraniano comparou o que as tropas russas fizeram em Mariupol com as atrocidades nazis na Segunda Guerra Mundial. 

Volodymyr Zelenskyy diz que o que resta da cidade é chocante. No vídeo diário, o chefe de Estado da Ucrânia fala de Mariupol como "uma das zonas mais desenvolvidas da região", que agora "tem apenas um campo de concentração russo" entre os destroços. O presidente ucraniano diz também que o que a Rússia está a fazer em Mariupol "não se diferencia muito do que os nazis fizeram" na Segunda Guerra Mundial. 

O autarca de Mariupol avisa que há milhares de pessoas a quererem sair da cidade destruída pelas tropas russas. Os corredores humanitários falharam e as pessoas continuam retidas na cidade. 

De acordo com a câmara municipal, no Porto de Mar de Mariupol estarão escondidas 100 mil pessoas e na Fábrica de Azvotal, três mil, incluindo soldados. Foram reveladas imagens das condições em que vivem.

Nos EUA, o secretário de imprensa do Pentágono acusa o presidente russo Vladimir Putin de ser depravado. Num discurso emocionado, John Kirby diz ser "difícil" ver as imagens que chegam de Mariupol e acusa Putin de não estar bem psicologicamente.

Indiferente a qualquer opinião, numa reunião do Conselho Nacional, o presidente russo voltou a reforçar qual é o principal objetivo da ofensiva: Garantir a segurança da Rússia.

Numa tentativa de sobreviver à guerra de Putin, Zaporizhzhia tem sido um dos principais destinos dos ucranianos que, de malas às costas, procuram paz, noutras cidades.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Moldova denuncia esforços da Rússia para influenciar referendo sobre UE

Bombardeamentos russos levam a evacuação de cidades e aldeias na região de Kharkiv

Milhares de casas inundadas no Cazaquistão