This content is not available in your region

Pequim aplica novas restrições contra Covid-19

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Nova vaga de Covid-19 na China
Nova vaga de Covid-19 na China   -   Direitos de autor  AP Photo

O hospital temporário de Pequim, que abriu no início da pandemia, há cerca de dois anos, vai ser reaberto devido a um novo surto de Covid-19. A China, país que se acredita ter sido o berço da doença em 2020 e que é conhecido pela política chamada de "zero Covid", está de novo a contas com um aumento no número de infeções.

O diretor-adjunto das autoridades sanitárias da capital chinesa, Li Ang, diz que "a situação epidémica a cidade tem sido marcada por surtos esporádicos e contidos de Covid-19. Para assegurar que todos os casos são tratados, incluindo os mais suaves, as autoridades decidiram reabrir o hospital temporário de Xiaotangshan a partir desta segunda-feira".

O novo surto, considerado o maior desde a onda inicial, acontece numa altura em que a maioria dos chineses goza uma semana de férias, já que o feriado do primeiro de maio é assinalado por cinco dias de paragem no trabalho, o que normalmente é pretexto para viagens.

Nesta época de grande movimento turístico, as autoridades decidiram aplicar um novo ciclo de restrições, incluindo o fecho dos restaurantes, exceto para vender comida para fora. Desde o início da pandemia, o governo chinês tem aplicado medidas altamente restritivas, para impedir um regresso dos surtos epidémicos ao país.