This content is not available in your region

Obesidade é uma "epidemia" na Europa

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com AFP
euronews_icons_loading
Obesidade
Obesidade   -   Direitos de autor  Mark Lennihan/AP2012

A Organização Mundial da Saúde alertou para uma “epidemia” que na Europa causa mais de um milhão de mortes por ano. Trata-se da obesidade, uma doença cada vez mais visível neste continente, onde um quarto dos adultos são obesos e a taxa de excesso de peso continua a aumentar.

Segundo o relatório da OMS, divulgado esta terça-feira, nenhum país europeu foi capaz de conter o avanço e a magnitude do problema, que se agravou durante a pandemia de covid-19. As restrições favoreceram o sedentarismo e a alimentação pouco saudável e "implicaram um aumento da exposição a certos fatores de risco que influenciam a probabilidade de uma pessoa sofrer de obesidade ou excesso de peso”, sublinha o diretor da OMS na Europa, Hans Kluge, citado no relatório.

Em 1975, apenas 40% dos adultos europeus estavam acima do peso. Desde aí, a prevalência de obesidade em adultos disparou 138%. A obesidade está ligada a pelo menos 13 tipos de cancro e está na origem de 200 mil novos casos de cancro por ano.

A OMS considera que "as intervenções políticas que combatem os contextos ambientais e comerciais que favorecem uma má nutrição são as mais eficazes para reverter a epidemia”. A organização defende mais impostos para as bebidas açucaradas, subsidiar alimentos saudáveis, limitar a venda de alimentos nocivos para crianças e apoiar esforços para incentivar a atividade física ao longo da vida.