This content is not available in your region

UE disponibiliza mais 500 milhões de euros para a Ucrânia

Access to the comments Comentários
De  Bruno Sousa
euronews_icons_loading
G7 começa e Weissenhaus
G7 começa e Weissenhaus   -   Direitos de autor  Marcus Brandt/dpa

Longe das trincheiras e da destruição, a guerra da Ucrânia passa também pela herdade de Weissenhaus, na Alemanha, onde as diplomacias dos países mais ricos estão reunidas para mais um encontro do G7. Entre apelos à unidade e promessas de embargo à energia russa, a reunião começou com o anúncio de Josep Borrell de uma nova tentativa para tentar resolver, ou pelo menos atenuar, o problema com mais dinheiro:

A União Europeia vai dar mais 500 milhões de dólares para apoiar a Ucrânia em termos militares. Este dinheiro será utilizado para adquirirem armamento pesado.
Josep Borrell
Chefe da diplomacia da União Europeia

O encontro contou com dois convidados diretamente implicados pela guerra, os ministros dos Negócios Estrangeiros de Ucrânia e Moldávia, que viu aumentar o número de incidentes com separatistas pró-russos na região da Transnístria e teme tornar-se no novo palco do conflito.