Riviera Ucraniana em Ruínas

Zatoka
Zatoka Direitos de autor Кадр из репортажа Французского телевидения
Direitos de autor Кадр из репортажа Французского телевидения
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Zatoka era uma das estâncias balneares mais populares do país

PUBLICIDADE

Antes da guerra, Zatoka, no sul de Odessa, era uma das estâncias balneares mais populares da Ucrânia. Na semana passada, quatro hotéis ficaram completamente destruídos pelo impacto dos bombardeamentos russos. Agora, tudo o que resta são escombros. Os especialistas consideram que o grau de destruição mostra que foram utilizados mísseis do período soviético.

Alexei Umanets, procurador de Odessa, diz que não há razão para a utilização deste tipo de arma numa zona turística e adianta que está a coordenar uma investigação com o objetivo de provar que “os russos querem atingir civis".

Quem trabalhava nos hotéis destruídos de Zatoka, garante que ao contrário do que diz Moscovo, "ali não havia resistência ucraniana".

Tamara Kuztetsova, gerente do hotel "Kolos, não compreende porque é que a cidade, “apenas um lugar onde as pessoas vinham para descansar”, foi alvo da ofensiva russa. Georgy Grigorovitch, proprietário do mesmo hotel, lembra que recebeu muitos hóspedes russos e bielorrussos. Diz que “não havia a história de nazis ou fascistas, estava tudo bem".

Em Zatoka, as acusações de crimes de guerra estão a aumentar e serão investigadas pelas Nações Unidas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

UE disponibiliza mais 500 milhões de euros para a Ucrânia

Preço da reconstrução da Ucrânia pode eclipsar o Plano Marshall

Ataques russos na Ucrânia fazem pelo menos oito mortos