EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Elisabeth Borne é a nova primeira-ministra de França

Elisabeth Borne
Elisabeth Borne Direitos de autor LUDOVIC MARIN/AFP or licensors
Direitos de autor LUDOVIC MARIN/AFP or licensors
De  Euronews com EFE
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Jean Castex demitiu-se do cargo depois de dois anos com a pasta

PUBLICIDADE

É a primeira mulher em 30 anos a assumir a liderança do governo francês. A atual ministra do trabalho, Elisabeth Borne, vai substituir Jean Castex, que se demitiu esta segunda feira, depois de dois anos no cargo de primeiro-ministro.

Elisabeth Borne tem 61 anos. Nasceu em Paris e é filha de um judeu nascido na Rússia, refugiado em França e deportado para um campo de extermínio em 1942. Tem mantido um perfil forte mas discreto no governo de Emmanuel Macron, e é reconhecida pela discrição e lealdade ao presidente. Começou a frequentar os corredores da política em meados dos anos 80, primeiro como conselheira de vários gabinetes governamentais e depois, nos anos 90, como conselheira do Ministério da Educação.

O perfil social, reforçado pelo trabalho como diretora do gabinete da antiga ministra da ecologia Ségolène Royal prevaleceu na escolha de Macron. Borne também responde à promessa eleitoral do presidente de procurar pessoas para o governo capazes de garantir o planeamento ecológico do país.

Nas legislativas do próximo mês, poderá ser o primeiro posto a ser sacrificado se o presidente for obrigado a negociar um governo de coligação.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Primeira volta das legislativas em França

Primeira volta da eleição presidencial em França

Legislativas antecipadas mergulham França na incerteza política sem primeiro-ministro no horizonte