This content is not available in your region

Trump acusado de "tentativa de golpe"

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Capitólio dos EUA
Capitólio dos EUA   -   Direitos de autor  Julio Cortez/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.

A comissão parlamentar que investiga o papel de Donald Trump no assalto ao Capitólio, no dia 6 de janeiro de 2021, disse que em causa está uma “tentativa de golpe” e acusa o antigo presidente de ter provocado intencionalmente o caos. A comissão revelou um vídeo com momentos do ataque e a violência foi recordada por agentes envolvidos nos confrontos. Caroline Edwards conta que viu colegas polícias a sangrar e a vomitar e que “escorregou no sangue das pessoas”.

Para os investigadores, o ataque foi resultado de “repetidas e infundadas acusações de fraude depois das eleições presidenciais”. Liz Cheney, a vice-presidente do painel e congressista do partido republicano, acusou Donald Trump de convocar “uma multidão violenta”. "Aqueles que invadiram o nosso Capitólio e lutaram durante horas com os agentes da lei foram motivados pelo que o presidente Trump lhes disse: que a eleição foi roubada, e que ele era o presidente legítimo. O presidente Trump convocou a multidão, reuniu a multidão e acendeu a chama deste ataque", afirmou Cheney no Congresso dos Estados Unidos.

No ataque morreram cinco pessoas. Esta quinta-feira, Donald Trump disse que a que a invasão do Capitólio foi o "maior movimento da história do país".