Sea-Eye resgata 492 pessoas no Mediterrâneo

Sea-Eye retira 492 pessoas do Mediterrâneo
Sea-Eye retira 492 pessoas do Mediterrâneo Direitos de autor Maria Maida/Sea Eye
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Navio de ONG alemã participa em quatro missões no espaço de dois dias nas costas da Líbia e Tunísia

PUBLICIDADE

Desde o início do ano já cruzaram ilegalmente o Mediterrâneo rumo à Europa mais de 37 mil pessoas e os últimos dias foram particularmente férteis em resgates. No espaço de 48 horas, a tripulação do Sea-Eye, uma organização não-governamental fundada na Alemanha, participou em quatro missões distintas nas costas da Líbia e Tunísia.

As operações permitiram retirar do mar um total de 492 pessoas, transferidas de botes de borracha para bordo do Sea-Eye, onde foram tratadas por desidratação, hipotermia e queimaduras provocadas pela mistura de combustível e água salgada.

O navio procura agora um porto seguro para poder atracar com os 492 migrantes a bordo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

A viragem da política de imigração da Alemanha: necessidade ou jogo político?

Mortes de migrantes no Canal da Mancha levantam questões em Londres e Paris

Salvini julgado por recusar desembarque de migrantes: "Orgulhoso do que fiz"