This content is not available in your region

Milhares recordam massacre de Srebrenica

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Memorial das vítimas do massacre de Srebrenica
Memorial das vítimas do massacre de Srebrenica   -   Direitos de autor  AFP

O massacre deSrebrenica ocorreu há 27 anos mas este local continua a acolher os restos mortais de mais vítimas. 

Esta segunda-feira mais meia centena de vítimas foram sepultadas no cemitério-memorial de Srebrenica juntando-se às mais de 6,670 executadas por forças servo-bósnias em 1995.

"Encontrámos os corpos desmembrados há cinco anos, esperámos para ver se encontravam o resto mas acabou por não acontecer por isso decidimos enterrar o que tínhamos. Eu tinha mais um irmão que nunca foi encontrado e tinha um irmão que já foi enterrado", afirma Nura Mesanovic, originária de Srebrenica e que marcou presença no enterro dos restos mortais do marido e do irmão.

Milhares de pessoas, entre políticos e líderes religiosos, estiveram presentes na cerimónia dos 27 anos do massacre de Srebrenica.

Igualmente na cidade de Mostar, palco de duros combates durante a guerra, foram atiradas flores ao rio Neretva a partir da Ponte Velha reconstruída.

“É muito triste mas nós assinalamos a ocasião todos os anos com um salto sem aplausos e eu espero que nunca mais seja esquecido", afirmou um habitante local que preferiu guardar o anonimato.

Os Países Baixos, cujos capacetes azuis foram incapazes de proteger a população de Srebrenica, apesentaram um pedido de "sinceras desculpas" às famílias das vítimas do genocídio.

Em Bruxelas, o chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, recordou que a Europa falhou na altura acrescentando que "depois dos crimes de guerra e massacres a que se assiste de momento na Ucrânia é nosso dever recordar o genocídio de Srebrenica enquanto parte da história europeia".