This content is not available in your region

Nancy Pelosi deixa Taiwan rumo à Coreia do Sul

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com AP
euronews_icons_loading
Nancy Pelosi em Taiwan
Nancy Pelosi em Taiwan   -   Direitos de autor  AP Photo/Chiang Ying-ying

Depois de uma visita polémica que aumentou a tensão entre a China e os Estados Unidos, a presidente da Câmara do Representantes norte-americana partiu de Taiwan com digressão à Coreia do Sul. Depois, com outros cinco membros do Congresso, Nancy Pelosi vai passar por Singapura, Malásia e Japão.

Em Taiwan, disse que a sua delegação mostrou o empenho na ilha autónoma que a China reivindica. "Hoje o mundo enfrenta uma escolha entre democracia e autocracia", disse num breve discurso durante um encontro com a Presidente de Taiwan.

Na resposta à visita de Pelosi, a China reagiu com indignação e anunciou uma série de exercícios militares, junto à ilha, como medida de retaliação. Na terça-feira, 21 aviões militares chineses entraram na Zona de Defesa Aérea de Taiwan.

A agência de notícias oficial Xinhua anunciou as ações militares, juntamente com um mapa delineando seis áreas diferentes em torno de Taiwan. Arthur Zhin-Sheng Wang, um perito em estudos de defesa da Universidade Central de Polícia de Taiwan, disse que três das áreas infringem as águas das ilhas, o que significa que se encontram num raio de 12 milhas náuticas (22 quilómetros) da costa.