Autoridades e silvicultores franceses procuram origem dos incêndios

Polícia, bombeiros e silvicultores franceses procuram origem dos incêndios
Polícia, bombeiros e silvicultores franceses procuram origem dos incêndios Direitos de autor AP Photo/Bob Edme
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Depois das chamas a investigação. Florestas queimadas são tratadas agora como um cenário de crime.

PUBLICIDADE

Florestas queimadas tratadas agora como um cenário de crime. Depois dos incêndios, polícia, bombeiros e silvicultores franceses vão em busca da mais pequena pista que os possa ajudar a descobrir a origem das chamas. Em Générac, no departamento de Gard, no sudeste de França, nada é deixado ao acaso.

Uma vez identificada a área presumida, vamos demarcá-la e depois vasculhá-la como uma cena de crime clássica, ou seja, vamos investigá-la meticulosamente para ver se não descobrimos um catalisador, um acelerador ou um elemento que possa ser a causa do incêndio.
Pascal Sperandio
Polícia - Nîmes

O trabalho dos investigadores também serve para refletir sobre a prevenção aos incêndios. Uma beata de cigarro, vestígios de combustível, ou testemunhos de transeuntes ou de residentes podem determinar se um incêndio é acidental ou criminoso. De acordo com números do Gabinete Nacional de Florestas, nove em cada dez incêndios têm mão humana.

O aumento das temperaturas e a seca provocada pelo aquecimento global aumentam o risco de incêndios. Este ano, França assistiu ao mês de Julho mais seco de que há registo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Europa bate recordes de área queimada

Incêndio na Covilhã longe de estar controlado

Autoridades francesas investigam salário do presidente do comité dos Jogos Olímpicos de Paris