This content is not available in your region

Bebé morre em centro de acolhimento de migrantes nos Países Baixos

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Requerentes de asilo em Ter Apel, Países Baixos
Requerentes de asilo em Ter Apel, Países Baixos   -   Direitos de autor  EBU

As autoridades dos Países Baixos estão a investigar a morte de um bebé de três meses no principal centro de requerentes de asilo do país, em Ter Apel. Instalações sobrelotada e onde se vive em "condições desumanas", como reportavam organizações não-governamentais.

Nicole van Batenburg, da Cruz Vermelha, explicava que em comparação com a primeira vez em que esteve naquele local muita coisa mudou. "A atmosfera é diferente. Está a ficar muito sujo. Há muito lixo no chão. Quando se passa pelas casas de banho cheira muito mal", referia, "uma situação horrível, desagradável para as pessoas e certamente perigosa", concluia.

Na noite de quarta para quinta-feira centenas de pessoas dormiram ao relento no exterior da referida infraestrutura. Judith Sargentini, dos Médicos Sem Fronteiras, comparava a situação àquela que se vive nas ilhas gregas. Dois países da União Europeia, "uma vergonha", sobretudo porque se trata dos Países Baixos. Referia ainda que quando há 700 pessoas a dormir na rua, à noite, isso significa que não se está a fazer o suficiente: "o que fazemos não chega", frisava.

Os Médicos Sem Fronteiras têm agora uma equipa, no local, pronta para apoiar estes requerentes de asilo, já que a falta de locais de acolhimento é um problema grave no país.