Central Nuclear de Zaporijia reconectada à rede elétrica ucraniana

Volodymyr Zelenskyy
Volodymyr Zelenskyy Direitos de autor Andrew Kravchenko/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Andrew Kravchenko/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Um dos reatores já foi reconectado à rede elétrica, de acordo com Kiev.

PUBLICIDADE

A Central Nuclear de Zaporijia foi reconectada à rede elétrica, após um dos reatores já ter sido ligado, de acordo com a empresa estatal ucraniana para a energia nuclear, Energoatom.

A maior central nuclear da Europa foi desligada da rede elétrica do país, esta quinta-feira, devido a um incêndio, provocado por um bombardeamento russo, de acordo com Kiev. Volodymyr Zelenskyy alertou para o risco de uma catástrofe nuclear, na sequência deste tipo de incidentes.

Hoje, pela primeira vez na história, a Central Nuclear de Zaporijia parou
Volodymyr Zelenskyy
Presidente da Ucrânia

Zelenskyy explicou que a "proteção de emergência das unidades de energia foi ativada, após o bombardeamento russo ter danificado a última linha operacional de saída de energia da central para o sistema elétrico ucraniano".

"Os geradores a diesel começaram a fornecer imediatamente energia à própria central nuclear após esta paragem. O mundo tem de compreender que isto é uma ameaça. Se o gerador a diesel não tivesse sido ligado, se as nossas equipas não tivesse trabalhado após o apagão, seríamos agora forçados a ultrapassar as consequências de um desastre nuclear”, disse ainda o chefe de Estado ucraniano.

Volodymyr Zelenskyy já disse que a Agência Internacional de Energia Atómica deverá deslocar-se ao local nos próximos dias para avaliar a situação.

Entretanto, Emmanuel Macron já se pronunciou sobre este incidente e disse que a "energia nuclear civil" não pode ser "um instrumento de guerra".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Agência Internacional de Energia Nuclear em Zaporíjia para evitar desastre nuclear

Zelenskyy junta líderes mundiais para discutir a Crimeia

Kremlin diz que ataque à central nuclear de Zaporíjia é "provocação perigosa" da Ucrânia