This content is not available in your region

"Punks" entre o "jet set" alemão na ilha de Sylt

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
"punks" alemães (foto de arquivo)
"punks" alemães (foto de arquivo)   -   Direitos de autor  DAVID GANNON/AFP or licensors

Destino de predileção do "jet set" alemão, a ilha de Sylt, no Mar do Norte, tornou-se neste verão num ponto de encontro da comunidade "punk" germânica. Tudo graças à introdução do chamado "bilhete de 9 euros", que permitiu, pela módica quantia, viajar durante um mês inteiro, entre junho e agosto, por toda a Alemanha, em comboios regionais.

Em Sylt, os "punks" juntaram-se em frente à câmara municipal, numa espécie de acampamento de protesto.

Jörg Hellmut Serdar Otto, porta-voz do "acampamento punk":"É uma espécie de protesto. Estamos a tentar chamar a atenção para o problema do capitalismo. Em Sylt há uma grande disparidade entre os turistas ricos e as pessoas normais."

O acampamento tem atraído críticas de residentes e turistas.

Uma turista considera que "não é agradável quando há tantos [punks]", afirmando que "eles não pertencem aqui".

Uma residente de Sylt afirma que "na praça da câmara municipal as pessoas idosas podiam sentar-se antes sossegadas e agora os punks tomaram-lhes o lugar", acrescentando que "está tudo sujo".

As autoridades locais decretaram que, a partir desta quarta-feira, o acampamento de protesto deve ser desmantelado, mas os cerca de 70 "punks" no local permanecem, para já, mobilizados.