Legislativas suecas deste domingo podem tudo mudar

Eleitores suecos em Enkoping
Eleitores suecos em Enkoping Direitos de autor Fredrik Sandberg/TT/AP
Direitos de autor Fredrik Sandberg/TT/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Extrema-direita estará na iminência de alcançar resultado histórico

PUBLICIDADE

A Suécia vota e a pergunta coloca-se: vai o país dar mais um mandato aos sociais-democratas, que lideram uma aliança de esquerda, ou virar para a extrema-direita? Tudo indica que o suspense vai durar até ao fim nestas eleições legislativas.

Magdalena Andersson luta para continuar no cargo de primeira-ministra, contando com sólidos números de popularidade. 

Mas tem no encalço Jimmie Akesson, líder do SD, os denominados Democratas Suecos, que navegaram numa campanha dominada pelo aumento da criminalidade violenta e os problemas de integração dos imigrantes.

É que o SD ameaça ultrapassar os conservadores dirigidos por Ulf Kristersson no segundo lugar deste escrutínio. 

O próximo executivo vai conduzir a Suécia na presidência da União Europeia a partir de janeiro e concluir o processo de adesão à NATO.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Suécia passa a permitir mudança de género a partir dos 16 anos

Tiroteio na Suécia: "Foi ultrapassado novo limite", diz primeiro-ministro

Greta Thunberg e outros ativistas climáticos removidos à força da entrada do Parlamento sueco