Milhares de pessoas esperam nas ruas de Londres o féretro de Isabel II

Pessoas aguardam nas ruas de Londres a passagem do féretro de Isabel II a caminho do Palácio de Buckingham
Pessoas aguardam nas ruas de Londres a passagem do féretro de Isabel II a caminho do Palácio de Buckingham Direitos de autor Emilio Morenatti/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Desde a manhã desta terça-feira que milhares de pessoas se posicionam em Londres, nos locais onde passará o cortejo com o féretro da rainha Isabel II

PUBLICIDADE

Em Londres, as filas começaram logo de manhã, à procura de um lugar para uma última homenagem à Rainha Isabel II.

Esperam-se milhares de pessoas nas zonas onde passará o cortejo com o féretro da monarca, a caminho do Palácio de Buckingham, onde ficará durante a noite.

Vanessa é uma das pessoas que já está a postos.

"Disseram que a fila pode ser de sete milhas, (mais de 11 quilómetros) não sabemos, e podem também parar em algum momento se houver sobrelotação. Só queria ter a certeza de conseguir um lugar e ter a oportunidade de prestar o meu último tributo", afirma.

As autoridades têm vindo a preparar-se há anos para este momento e nada foi deixado ao acaso. Está em curso uma operação de segurança em larga escala, como refere o chefe da Polícia Metropolitana, Mark Rowley: "Vamos colocar milhares de agentes nisto por causa do nível de segurança exigido e dos milhões de pessoas que querem prestar a sua homenagem".

Este é o plano de segurança mais abrangente de sempre, em Londres, com particular destaque para Westminster, onde estão localizados o Parlamento, a Abadia e o Palácio de Buckingham.

As tropas cerimoniais têm ensaiado a procissão fúnebre. Ao longo de 70 anos realizaram muitas homenagens à rainha, mas esta será a última e mais emotiva de todas.

O funeral de Estado começa esta quarta-feira.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Velha guarda do rock em peso na abertura da Gibson Garage

Notas com cara de Carlos III entram em circulação em junho

As Falklands pertencem ao Reino Unido? Nova sondagem revela que nem toda a gente na Europa está de acordo