This content is not available in your region

Suspensa moratória sobre fratura hidráulica no Reino Unido

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com Lusa
Decisão não agrada aos ambientalistas
Decisão não agrada aos ambientalistas   -   Direitos de autor  Jon Super/AP

Sob a batuta de Liz Truss, o governo britânico suspendeu uma moratória sobre perfuração hidráulica para extrair combustíveis.

A solução, também conhecida como fracking e altamemte polémica, tinha sido suspensa em 2019.

Na altura, o Governo de Boris Johnson tomou a decisão devido ao risco de se provocar terramotos.

O executivo britânico de Liz Truss justifica a marcha atrás. Em comunicado, disseque a técnica volta a ser permitida "para aumentar a segurança energética do Reino Unido" e acrescentou que futuros pedidos de permissão de perfuração serão considerados à luz das “necessidades nacionais e globais de gás” e apenas onde “há apoio local.”

Os ambientalistas alertam que a fratura hidráulica não só pode causar terramotos, como também aumentar os riscos de poluição e trazer pouco potencial para extração e fornecimento adicional de energia.