Presidente da Rússia ratifica anexações após pseudo-referendos na Ucrânia

Vladimir Putin, o Presidente da Federação Russa
Vladimir Putin, o Presidente da Federação Russa Direitos de autor Gavriil Grigorov/Sputnik
Direitos de autor Gavriil Grigorov/Sputnik
De  Francisco Marques
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os decretos sucedem-se aos pseudo "referendos" realizados em territórios da Ucrânia atualmente sob controlo militar do Kremlin

PUBLICIDADE

Vladimir Putin assina esta sexta-feira à tarde, em Moscovo, os decretos de anexação das regiões separatistas da Ucrânia, anunciou o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

A ratificação acontece na sequência dos pseudo "referendos" nas regiões sob ocupação militar russa. O Kremlin alega que essas consultas unilaterais resultaram em mais de 90% de aprovação local pela anexação desses territórios ucranianos pela Federação Russa.

A comunidade internacional condena os "referendos" como ilegais e não os reconhece.

Depois da ratificação desta sexta-feira, os decretos têm ainda de ser aprovados pelo Parlamento russo, o que deve acontecer no inicio da próxima semana.

Os apregoados referendos nas regiões de Luhansk, Donetsk, partes de Zaporíjia e Kherson foram realizados sob ocupação militar russa e não são reconhecidos pela comunidade internacional.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ucranianos anseiam por voltar para casa

Putin diz que Crimeia regressou a casa no 10.º aniversário da anexação da região

Mais de 200 animais morrem num incêndio na Crimeia