Joko Widodo esteve no hospital de Malang e no local da tragédia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Homenagem a vítimas da tragédia de Malang
Homenagem a vítimas da tragédia de Malang   -   Direitos de autor  AP Photo/Achmad Ibrahim   -  

Enquanto o país chora as vítimas mortais dos confrontos no estádio de futebol Kanjuruhan, o Presidente da Indonésia, Joko Widodo, visitou os sobreviventes no hospital e esteve no local da tragédia, na cidade de Malang.

Pelo menos 131 pessoas morreram após os adeptos do Arema FC invadirem o relvado do estádio Kanjuruhan depois da equipa perder por 3-2 com a equipa visitante e rival, Persebaya Surabaya.

Algumas testemunhas dizem que a polícia exagerou usando bastões e gás lacrimogéneo e muitas pessoas foram empurradas para a bancada pela polícia.

A polícia, que descreveu os distúrbios como "motins", disse que tentou levar os adeptos de volta às bancadas e disparou gás lacrimogéneo após dois polícias terem sido mortos

Dentro do espaço muitas pessoas foram espezinhadas pela multidão.

No meio da raiva e das acusações, os fãs fizeram uma vigília à luz de velas.

Está em curso um inquérito sobre as circunstâncias em que aconteceu um dos desastres desportivos mais mortíferos do mundo.