Joko Widodo esteve no hospital de Malang e no local da tragédia

Homenagem a vítimas da tragédia de Malang
Homenagem a vítimas da tragédia de Malang Direitos de autor AP Photo/Achmad Ibrahim
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente da Indonésia esteve no hospital para visitar os sobreviventes da tragédia do Kanjuruhan que provocou a morte a pelo menos 131 pessoas

PUBLICIDADE

Enquanto o país chora as vítimas mortais dos confrontos no estádio de futebol Kanjuruhan, o Presidente da Indonésia, Joko Widodo, visitou os sobreviventes no hospital e esteve no local da tragédia, na cidade de Malang.

Pelo menos 131 pessoas morreram após os adeptos do Arema FC invadirem o relvado do estádio Kanjuruhan depois da equipa perder por 3-2 com a equipa visitante e rival, Persebaya Surabaya.

Algumas testemunhas dizem que a polícia exagerou usando bastões e gás lacrimogéneo e muitas pessoas foram empurradas para a bancada pela polícia.

A polícia, que descreveu os distúrbios como "motins", disse que tentou levar os adeptos de volta às bancadas e disparou gás lacrimogéneo após dois polícias terem sido mortos

Dentro do espaço muitas pessoas foram espezinhadas pela multidão.

No meio da raiva e das acusações, os fãs fizeram uma vigília à luz de velas.

Está em curso um inquérito sobre as circunstâncias em que aconteceu um dos desastres desportivos mais mortíferos do mundo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Jogadores portugueses choram morte de adeptos indonésios

Jovens indonésio querem boicote aos JO de Pequim

Barco com regugiados Rohingya chega à Indonésia