EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Vale suíço sem eletricidade

O Vale de Bavona é um dos lugares mais remotos do país alpino
O Vale de Bavona é um dos lugares mais remotos do país alpino Direitos de autor FABRICE COFFRINI/AFP or licensors
Direitos de autor FABRICE COFFRINI/AFP or licensors
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Vale de Bavona, na Suíça, permanece em pleno século XXI desligado da rede elétrica do país

PUBLICIDADE

O Governo da Suíça, à semelhança do que acontece um pouco por toda a Europa, pediu aos cidadãos para pouparem energia.

Um sacrifício que não irá custar muito aos habitantes do Vale de Bavona, um dos lugares mais remotos do país alpino que, até hoje, continua desligado da rede elétrica, sendo por isso comum ver painéis solares nos telhados e madeira a arder nas lareiras...

Uma habitante da aldeia de Sonlerto, que fica no vale, Bice Tonini, afirma:"Vejo tanto desperdício hoje, incluindo eletricidade. Tanta luz por todos os lados... Mas aqui não porque aqui tudo é escuro. Não há sequer iluminação pública."

O antigo vereador municipal de Cevio, Romano Dadò sublinha que as pessoas do vale, que são menos de 50, estão habituadas por isso "reduzir o consumo de muitas coisas não é um problema, ainda sabemos viver assim!", exclama.

Apesar das pequenas localidades do vale não estarem ligadas à rede, a região é uma das maiores produtoras de eletricidade do país, devido às barragens localizadas nas montanhas, construídas após a Segunda Guerra Mundial.

Para ligar o vale à rede seria preciso construir transformadores e isso seria bastante oneroso para a população. A eletricidade aqui foi por isso, uns luxos que não conseguiam suportar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Governos europeus pedem para baixar consumo de energia

Ministros da Energia da União Europeia vão tentar baixar preço da eletricidade

Subida dos preços da energia provoca pandemia energética na Saúde