Comissão Europeia propõe 9.º pacote de sanções à Rússia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Ursula von der Leyen
Ursula von der Leyen   -   Direitos de autor  Jean-Francois Badias/AP

A União Europeia (UE) propôs esta quarta-feira a proibição de viajar e o congelamento de bens de funcionários e oficiais militares russos. A medida faz parte de um novo pacote de sanções destinadas a aumentar a pressão sobre Moscovo.

A presidente da Comissão explicou que quase 200 indivíduos e entidades serão adicionados à lista de sanções, incluindo as Forças Armadas russas, oficiais e empresas industriais de defesa, membros da Duma, ministros, governadores e partidos políticos.

Com este novo conjunto de sanções, a Comissão pretende também visar a indústria de defesa russa e mais bancos russos, e impor controlos e restrições à exportação de produtos como materiais químicos, agentes nervosos, eletrónica e componentes informáticos que possam ser utilizados pelas forças armadas.Isto incluiria "uma proibição total de transações no Banco Regional de Desenvolvimento Russo para paralisar ainda mais as caixas automáticas de Putin", disse Ursula von der Leyen.

A UE espera igualmente perturbar o acesso da Rússia a veículos aéreos não tripulados. "Propomos a proibição das exportações diretas de drones para a Rússia e a exportação para quaisquer países terceiros, como o Irão, que poderiam fornecer aeronaves para a Rússia", disse a presidente da Comissão.

As propostas vão agora ser debatidas e aprovadas pelos estados-membros.