EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Jornalista norte-americano morre no Qatar

Jornalista Grant Wahl segura numa réplica do troféu do Campeonato do Mundo de Futebol, em Doha, Qatar
Jornalista Grant Wahl segura numa réplica do troféu do Campeonato do Mundo de Futebol, em Doha, Qatar Direitos de autor Brendan Moran/FIFA 2022
Direitos de autor Brendan Moran/FIFA 2022
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Grant Wahl caiu inanimado durante a cobertura do jogo entre Países Baixos e Argentina.

PUBLICIDADE

O jornalista norte-americanoGrant Wahl morreu, esta sexta-feira, no Qatar, aos 48 anos. 

Wahl caiu inanimado durante a cobertura do jogo entre Países Baixos e Argentina, após vários dias a queixar-se de uma pressão no peito e desconforto. As causas da morte são ainda desconhecidas.

Numa nota de pesar, a Federação de Futebol norte-americana manifestou-se "destroçada", destacando o contributo do jornalista para a divulgação da modalidade nos Estados Unidos e garantindo que a forma como acreditava que o jogo podia promover os direitos humanos "permanecerá uma inspiração para todos".

O jornalista desportivo já tinha sido notícia quando, no mês passado, foi detido por trabalhar com uma camisola com um arco-íris, em apoio à comunidade LGBT+.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mundial de Futebol no Qatar "foi um erro", diz Joseph Blatter

Ascensão da extrema-direita pode por em risco direitos das pessoas LGBT, alerta a ONG ILGA

Nemo quebrou o código: Concorrente da Suíça é primeira pessoa não-binária a vencer a Eurovisão