Primeiro suspeito pelo atentado de Lockerbie em 1988 é presente a tribunal nos EUA

Representação grfica da audiência de Abu Agila Mas'ud  no tribunal, em Washington
Representação grfica da audiência de Abu Agila Mas'ud no tribunal, em Washington Direitos de autor Dana Verkouteren via AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Abu Agila Mas'ud é suspeito de ter feito de uma célula terrorista líbia e de ter fabricado a bomba na origem das 270 mortes ocorridas após a explosão de um avião sobre a Escócia

PUBLICIDADE

Abu Agila Mohammad Mas'ud Kheir Al-Marim, o suspeito de ter fabricado a bomba que explodiu 3m 1988 um avião comercial no Reino Unido, matando 270 pessoas, foi esta semana presente a um tribunal em Washington, nos Estados Unidos.

O homem é suspeito de ter feito parte de uma célula de serviços secretos da Líbia, fabricando a bomba utilizada no atentado contra o avião da PanAm, em 21 de dezembro de 1988.

A explosão do Boeing 747 e a queda sobre Lockerbie, na Escócia, matou 270 pessoas, incluindo 11 no solo. A maioria das vítimas, 190, eram americanas e também 43 britânicos, além de cidadãos de outros 19 países.

É, até hoje, o pior atentado terrorista cometido em território do Reino Unido

Apesar das várias e graves acusações, os procuradores não vão pedir a pena de morte para Abu Agila Mas'ud, a primeira pessoa a ser acusada nos Estados Unidos pelo atentado de 1988.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Juiz condena Trump a pagar 355 milhões de dólares por ter mentido sobre a sua fortuna

Juíza atacada pelo réu enquanto lia sentença em tribunal

Trump cometeu fraude enquanto construía o seu império imobiliário, conclui juiz de Nova Iorque