EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Pequena criminalidade aumenta 22% na Hungria

Pequena criminalidade sobre 22% na Hungria
Pequena criminalidade sobre 22% na Hungria Direitos de autor Zoltán Siposhegyi
Direitos de autor Zoltán Siposhegyi
De  euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Fenómeno incide sobretudo no setor da alimentação e há quem roube apenas uma batata

PUBLICIDADE

As câmaras de videovigilância não impediram o aumento da criminalidade nos supermercados da Hungria. Os dados da polícia revelam um aumento de 22% no número de roubos a nível nacional relativamente ao ano passado e que segundo os vendedores, se deve ao aumento do custo de vida.

O preço da carne, por exemplo, aumentou 40% no último ano enquanto a subida dos preços dos laticínios chegou aos 75%

De acordo com comerciantes que falaram com a euronews, enquanto no passado só eram roubados produtos de elevador valor, agora temos pensionistas que roubam simplesmente uma maçã ou uma batata.

O aumento da criminalidade incide sobretudo no setor da alimentação e no mesmo período os roubos de telemóveis baixaram 30%. Para combater o problema, as grandes superfícies reforçaram as medidas de segurança, colocando chips antirroubo mesmo em produtos de baixo custo.

Uma solução impossível de colocar em prática nos mercados, onde os vendedores tiveram de ser criativos e onde começa a ser comum o mural da vergonha, com fotografias de quem é apanhado em flagrante.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Televisão pública húngara emite debate político pela primeira vez em 18 anos

Na Hungria, uma nova oposição liderada por Péter Magyar desafia Viktor Orbán

O que está a fazer o antigo líder iraniano Ahmadinejad numa visita secreta a Budapeste?