EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Ataque ao Capitólio: Investigação recomenda que Donald Trump vá a julgamento

AP
AP Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Comité da Câmara sugere que o ex-presidente seja julgado com a acusação de quatro crimes, incluindo conspiração e insurreição

PUBLICIDADE

O comité da Câmara dos representantes dos EUA recomenda que o antigo presidente norte-americano Donald Trump vá a julgamento, no caso do Ataque ao Capitólio, que aconteceu em janeiro do ano passado.

O comité votou de forma unânime na recomendação de quatro acusações criminais: Insurreição, conspiração, declarações falsas e obstrução.

"Foi a primeira vez que um presidente americano recusou o seu dever constitucional de transferir o poder pacificamente para o próximo."
Liz Cheney
Vice-presidente do Comité da Câmara dos Representantes

Liz Cheney, vice-presidente do Comité que investigou o caso, admite que Donald Trump foi o único presidente da historia dos EUA a recusar uma transição pacífica.

"Todos os presidentes na nossa história defenderam uma transição ordeira exceto um.", disse. "A 6 de janeiro de 2021 foi a primeira vez que um presidente americano recusou o seu dever constitucional de transferir o poder pacificamente para o próximo.", admitiu Cheney. 

Liz Cheney realçou ainda, nas conclusões da investigação, que Trump nunca mais deverá servir o país. 

Aos olhos do comité, Trump conspirou ilegalmente para tentar anular a eleição de 2020 e incentivou o Ataque ao Capitólio, que envolveu quase duas mil pessoas e onde acabaram por morrer cinco.

A investigação durou 18 meses, um ano e meio, e não obriga a uma ação judicial, mas marca uma posição importante sobre o alegado envolvimento de Trump.

A lei norte-americana diz que quem "incitar ou ajudar" em "qualquer ato de rebelião contra a autoridade dos EUA" pode arriscar a uma pena de prisão de até 10 anos.

Cabe agora ao Departamento de Justiça decidir se Trump vai ou não a julgamento. Para já, o ex-presidente mantém a candidatura às Presidenciais de 2024.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Líder de milícia extremista condenado a 18 anos de prisão

Trump incitou extremistas em assalto ao Capitólio, diz Comissão

Capitólio: Trump sabia que manifestantes estavam armados