EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Ativistas cortam Árvore de Natal da Porta de Brandeburgo em Berlim

Ativistas do grupo "Última Geração", após cortarem a Árvore de Natal da Porta de Brandeburgo, em Berlim
Ativistas do grupo "Última Geração", após cortarem a Árvore de Natal da Porta de Brandeburgo, em Berlim Direitos de autor Paul Zinken/(c) Copyright 2022, dpa (www.dpa.de). Alle Rechte vorbehalten
Direitos de autor Paul Zinken/(c) Copyright 2022, dpa (www.dpa.de). Alle Rechte vorbehalten
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Duas ativistas do grupo "Última Geração" subiram 15 metros e cortaram o topo da Árvore de Natal da Porta de Brandeburgo, em Berlim, sem impedimento

PUBLICIDADE

Criativos e audazes, os ativistas do movimento climático "Última Geração" estão sempre a surpreender.

Desta vez, cortaram a copa da Árvore de Natal em frente à Porta de Brandeburgo, em Berlim.

Duas mulheres subiram numa plataforma elevatória, e, com uma serra, cortaram o topo do abeto Nordmann de 15 metros de altura.

Ao mesmo tempo, desfraldaram uma faixa onde se lia "Esta é apenas a copa da Árvore de Natal".

Como explicação, uma das ativistas (Lilli Gomez) disse que, até agora, a Alemanha só via a ponta do desastre e enquanto o país passava a semana a receber os "melhores presentes das maiores lojas", outros perguntavam-se onde iriam buscar água para beber.

O grupo acusa o governo federal de não fazer qualquer esforço para proteger as pessoas.

A operação decorreu sem sobressaltos. A polícia não agiu porque não pensou que se tratasse de ativistas. Depois, as mulheres foram levadas sob custódia policial.

O "Última Geração" tenta com estas ações despertar consciências ao mesmo tempo que faz exigências como, por exemplo, um limite de velocidade de 100 quilómetros por hora para todos os veículos e transportes públicos acessíveis para reduzir as emissões de CO2.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Forças de segurança realizam operações na capital da Nova Caledónia para controlar onda de violência

Presidente da Geórgia garante em entrevista à Euronews que vai vetar lei dos "agentes estrangeiros"

Nemo quebrou o código: Concorrente da Suíça é primeira pessoa não-binária a vencer a Eurovisão