EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Exigências que a Suécia "não pode cumprir"

Encontro sobre a NATO na Suécia
Encontro sobre a NATO na Suécia Direitos de autor HENRIK MONTGOMERY / TT NEWS AGENCY / AFP
Direitos de autor HENRIK MONTGOMERY / TT NEWS AGENCY / AFP
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Primeiro-ministro sueco rejeita imposições da Turquia para entrada da Nato

PUBLICIDADE

Para aceitar a Suécia na NATO, a Turquia está a impor uma série de exigências que o país “não pode nem quer cumprir”. A garantia foi dada este domingo pelo primeiro ministro sueco, durante uma conferência em Estocolmo.

O encontro contou também com a presença do ministro dos Negócios Estrangeiros da Finlândia, outro país que depende do levantamento do veto turco para entrar na Aliança Atlântica, e do secretário-geral da organização.

Jens Stoltenberg continua positivo em relação à entrada dos dois países. Não garante uma data exata, “porque tem de ser uma decisão soberana do Parlamento turco e do Parlamento húngaro”. Stoltenberg garante que vai continuar a trabalhar para que a ratificação seja feita também nesses dois parlamentos".

Em 2021, a Suécia e a Finlândia romperam com décadas de não alinhamento militar e candidataram-se à adesão à NATO , em resposta à invasão russa da Ucrânia

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Processos de adesão da Suécia e Finlândia à NATO

O futuro da Europa: dos combustíveis fósseis à dependência dos metais?

ABBA World, uma nova exposição em Malmö