EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Rússia reivindica a morte de mais de 600 soldados ucranianos

Destruição por mísseis na Ucrânia
Destruição por mísseis na Ucrânia Direitos de autor Twitter
Direitos de autor Twitter
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Ministério da Defesa da Rússia anunciou a morte de mais de 600 soldados ucranianos num ataque maciço em Kramatorsk, que ainda não foi confirmado

PUBLICIDADE

O Ministério da Defesa da Rússia reivindica a morte de mais de 600 soldados ucranianos num ataque maciço a instalações militares ucranianas em Kramatorsk.

O anúncio foi feito pelo porta-voz, Igor Konashenkov: "Mais de 600 militares ucranianos foram eliminados como resultado de um ataque maciço com mísseis nestes pontos de destacamento temporário de unidades das Forças Armadas Ucranianas".

Este massacre seria a represália russa pela morte de 89 soldados russos, no ataque a um quartel temporário em Makiivka, na passagem de ano, mas não há sinais de que tenha acontecido, segundo o presidente da câmara de Kramatorsk.

Também os repórteres a agência Reuters dizem ter visitado os dois dormitórios universitários onde o Ministério da Defesa russo diz que estavam alojados os soldados ucranianos e nenhum parecia ter sido atingido por mísseis ou seriamente danificado, não tendo sido encontrados corpos ou vestígios de sangue.

O que é confirmado tanto por Kiev como por Moscovo é a troca de 50 soldados russos por 50 soldados ucranianos ocorrida este domingo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Guerra na Ucrânia: dez mil pessoas obrigadas a abandonar Kharkiv

Putin diz que não quer tomar cidade de Kharkiv

Ucrânia retira tropas na região de Kharkiv. Zelenskyy cancelou visita a Portugal e Espanha