Alemanha promete mais ajuda militar à Ucrânia perante acusações russas

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Olaf Scholz
Olaf Scholz   -   Direitos de autor  Markus Schreiber/Copyright 2020 The AP. All rights reserved

No Fórum Económico Mundial, Olaf Scholz garantiu que a ajuda militar da Alemanha vai continuar na Ucrânia, mas a grande questão sobre a entrega de tanques ficou sem resposta. 

Entretanto, o norte-americano Wall Street Journal e o germânico Suddeutshe Zeitung, que citam dirigentes alemães, escreveram que Olaf Scholz só dará "luz verde" ao envio dos tanques se os Estados Unidos enviarem veículos de combate equivalentes.

O Chanceler alemão enfrenta uma pressão crescente dos seus parceiros europeus para permitir a exportação de tanques Leopard para a Ucrânia, ao mesmo tempo que a Rússia acusa o ocidente de ter provocado a "operação militar especial" na Ucrânia.

A ministra demissionária Christine Lambrecht acaba de ser substituída por Boris Pistorius, um representante social-democrata quase desconhecido a nível nacional, mas que tinha declarado claramente em maio que a Ucrânia tinha o direito de retomar os territórios invadidos pela Rússia, quando muitos outros membros do seu partido estavam mais relutantes em apoiar uma contra-ofensiva de Kiev.

Líderes da Finlândia, Lituânia, Polónia e Grã-Bretanha apelaram ao chanceler alemão na terça-feira para que autorizasse rapidamente a entrega dos tanques pesados de fabrico alemão cobiçados por Kiev.

Qualquer carregamento de material de guerra de fabrico alemão deve ter a luz verde de Berlim.