EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Moscovo e países bálticos em guerra diplomática

Embaixada da Estónia em Moscovo
Embaixada da Estónia em Moscovo Direitos de autor Alexander Zemlianichenko/AP
Direitos de autor Alexander Zemlianichenko/AP
De  Ricardo Figueira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Rússia retira os embaixadores da Estónia, Letónia e Lituânia. Grupo de três países faz o mesmo face a Moscovo.

PUBLICIDADE

O clima de tensão entre a Rússia e os países do Báltico sobe de tom quando se aproxima o primeiro aniversário do início da guerra na Ucrânia. A Rússia decidiu retirar o embaixador da Estónia, o que foi logo replicado por Tallin. Em solidariedade com o vizinho, também a Letónia decidiu chamar o embaixador em Moscovo e expulsar o representante russo em Riga.

Mikhail Vanin, até agora embaixador russo na Letónia, explicou que "Riga decidiu baixar o nível das relações diplomáticas entre os dois países e tem até ao dia 23 de fevereiro para deixar o país".

Uma decisão semelhante foi tomada pela Lituânia, o que faz com que a Rússia deixe de ter representação diplomática permanente nas três antigas repúblicas soviéticas do Báltico, agora Estados-membros da União Europeia. No que toca à Estónia, Moscovo acusou o governo do país de "russofobia".

Protesto em Pretória contra a visita de Serguei Lavrov

O chefe da diplomacia de Moscovo, Serguei Lavrov, está na África do Sul e encontrou-se com a homóloga Naledi Pandor, que pediu uma solução diplomática para o conflito na Ucrânia.

A visita causou uma onda de críticas ao governo sul-africano, vindas sobretudo do principal partido da oposição, Aliança Democrática, que acusa o executivo de proximidade com Moscovo. Oficialmente, o governo chefiado pelo ANC, que governa a África do Sul desde o fim do apartheid, tem uma posição de neutralidade face à guerra na Ucrânia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia diz que ocidente "proibiu" Zelenskyy de chegar a acordo de paz em março

Tribunal russo condena soldado americano a quase quatro anos de prisão por roubo

Jornalista norte-americano Evan Gershkovich vai ser julgado na Rússia por espionagem