EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Estados Unidos vão enviar tanques Abrams para a Ucrânia

Tanque de guerra.
Tanque de guerra. Direitos de autor NATO AFP
Direitos de autor NATO AFP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A decisão deve ser anunciada oficialmente esta quarta-feira.

PUBLICIDADE

Os Estados Unidos vão enviar tanques Abrams M1 para a Ucrânia, de acordo com fontes da agência Associated Press. A notícia é também avançada por outros meios de comunicação social norte-americanos.

As mesmas fontes avançam que a decisão pode ser anunciada esta quarta-feira, embora possa levar meses até que a entrega seja feita. O Pentágono ainda não confirmou oficialmente o envio dos tanques.

Pat Ryder, secretário de imprensa do Pentágono, revelou que os Estados Unidos continuam "a ter um diálogo robusto com a Ucrânia e com os parceiros internacionais" para concentrarem os seus esforços naquilo que a Ucrânia precisa no campo de batalha a curto prazo. Apesar disso, o responsável americano salientou que as discussões sobre questões de médio e longo prazo também são tidas em conta.

Também temos discussões sobre o que o que a Ucrânia poderá precisar a médio e longo prazo e continuaremos a ter essas discussões
Pat Ryder
Secretário de imprensa do Pentágono

A Rússia já reagiu à notícia da possível entrega de tanques à Ucrânia por parte de Washington. O embaixador da Rússia nos Estados Unidos disse, na rede social Telegram, tratar-se de “outra provocação flagrante” contra o país.

Do lado ucraniano, o Presidente Volodymyr Zelenskyy, continua a fazer pressão para obter apoio por parte dos aliados.

As discussões devem terminar com decisões, decisões sobre o reforço real da nossa defesa contra os terroristas
Volodymyr Zelenskyy
Presidente da Ucrânia

Os meios de comunicação sociais da Alemanha avançam que o chanceler Olaf Scholz se vai dirigir, esta quarta-feira, ao Parlamento alemão para uma decisão oficial sobre o envio de tanques Leopard 2 para a Ucrânia e para permitir que outros países, como a Polónia, também o façam.

Berlim e Washington abstiveram-se, até ao momento, de enviar tanques pesados para a Ucrânia, temendo uma escalada do conflito.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ucrânia admite perda da cidade de Soledar para as forças russas

Risco de acidente nuclear na Ucrânia é "muito elevado", alerta Rafael Grossi

Rússia captura aldeia na região de Donetsk