EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Presidente sírio critica Ocidente por manter sanções contra o país

Foi a primeira aparição pública de Bashar al-Assad depois dos sismos
Foi a primeira aparição pública de Bashar al-Assad depois dos sismos Direitos de autor -/AFP or licensors
Direitos de autor -/AFP or licensors
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Bashar al-Assad criticou a manutenção das sanções ocidentais contra o seu regime, alegando que o Ocidente está a dar prioridade a questões políticas, em detrimento da situação humanitária.

PUBLICIDADE

Na primeira visita às zonas afetadas pelos terramotos, o presidente da Síria teceu duras críticas à conduta do Ocidente. Rodeado por centenas de jornalistas, na cidade de Aleppo, no norte do país, Bashar al-Assad criticou a manutenção das sanções contra o regime sírio.

O Ocidente deu prioridade à política, em detrimento deste caso humanitário
Bashar al-Assad
Presidente da Síria

O chefe de Estado sírio disse ainda que "dar prioridade a um caso em detrimento de outro significa que os dois casos estão presentes".

"A questão política está presente, mas a humanitária não. É natural politizar a situação, mas a compaixão humana não existe, nem agora, nem tão pouco no passado. Não existiu durante a colonização nem durante os períodos pré ou pós-coloniais. A colonização foi baseada nas mortes, na espoliação de pessoas”, acrescentou Bashar al-Assad.

A ajuda humanitária direcionada ao país chega de várias partes do globo. A Rússia, por exemplo, já enviou 20 toneladas de ajuda e os Estados Unidos da América levantaram, temporariamente, as sanções relativas à prestação de ajuda, em caso de catástrofe.

Os terramotos já fizeram mais de três mil mortos, neste país devastado, há 12 anos, pela guerra civil. A Turquia também foi bastante impactada pelos terramotos, da passada segunda-feira, e o número de vítimas mortais já ultrapassa as 21 mil.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Putin recebe Assad e reafirma apoio na reconstrução da Síria

Bashar al-Assad em Moscovo para reunião com Putin

Noroeste da Síria aguarda por ajuda humanitária