Presidente do México assina decreto para nacionalizar o lítio

Presidente mexicano assina decreto para a nacionalização do lítio no estado de Sonora
Presidente mexicano assina decreto para a nacionalização do lítio no estado de Sonora Direitos de autor AFP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Mineral não poderá ser explorado por países estrangeiros

PUBLICIDADE

Nem Rússia, nem China, nem EUA. No México, o lítio não poderá ser explorado por países estrangeiros.

O presidente Andrés Manuel Lopez Obrador assinou, este sábado, um decreto para nacionalizar e entregar as reservas do mineral ao Ministerio (Secretaria) da Energia (Sener).

"O que estamos a fazer agora é nacionalizar o lítio para que não possa ser explorado por estrangeiros, nem da Rússia, nem da China, nem dos EUA."
Andrés Manuel Lopez Obrador
Presidente do México

A assinatura aconteceu no município de Bacadéhuachi, estado de Sonora, no noroeste do país perto da fronteira com os EUA, que concentra uma das maiores jazidas de lítio.

O estado foi escolhido pelo presidente para lançar o "Plano Sonora", para explorar o mineral.

O lítio é essencial para o desenvolvimento de baterias de veículos elétricos e outras tecnologias.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Milhares de pessoas protestaram no México contra a reforma eleitoral

Ativistas dos direitos dos animais protestam contra touradas no México

Casa Branca diz desconhecer data para a ofensiva terrestre em Rafah