EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

A vida dos atletas ucranianos em tempos de guerra

A atleta ucraniana Viktoriya Tkachuk nos EUA
A atleta ucraniana Viktoriya Tkachuk nos EUA Direitos de autor Screenshot
Direitos de autor Screenshot
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A guerra também foi um duro golpe para o desporto ucraniano. Quando a Rússia invadiu o país, muitos atletas ficaram sem treinos e competições, e sem instalações desportivas. Alguns atletas foram para a linha da frente, lutar ao lado dos soldados.

PUBLICIDADE

A guerra também foi um duro golpe para o desporto ucraniano. Quando a Rússia invadiu o país, muitos atletas ficaram sem treinos e competições, e sem instalações desportivas. Alguns atletas foram para a linha da frente, lutar ao lado dos soldados. Outros usaram os holofotes do sucesso para apoiar a sua causa.

"Sei que os rapazes na linha da frente estavam a assistir ao combate. Eles enviaram-me vídeos e eu também lhes enviei. Sei que muitos deles torceram por mim. Foi uma vitória conjunta. Por isso acho que também torci por todos eles", disse Oleksandr Usyk, lutador de boxe.

Alguns atletas ucranianos treinam e competem agora longe de casa, mas apesar das saudades e da dor sentem-se apoiados.

"É muito bom que todos os países, não apenas alguns, mas todos os países tentem apoiar-nos, nos enviem uma mensagem de apoio, para podermos treinar, para nos perguntarem se podem ajudar as nossas famílias. É muito bom. Estamos tão longe da Ucrânia, mas todos tentam ajudar e não estamos sozinhos aqui", sublinha a atleta Viktoriya Tkachuk. 

Os atletas ucranianos representam um país em guerra, atacado por outra nação acostumada a capitalizar o sucesso dos seus atletas. Os russos foram excluídos de muitas competições internacionais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Desportos de combate ajudam a desenvolver a defesa pessoal das mulheres?

Recordista mundial da maratona Kelvin Kiptum morre aos 24 anos em acidente

Oscar Pistorius libertado da prisão