EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Donald Trump à espera de ser detido?

Donald Trump
Donald Trump Direitos de autor Jim Lo Scalzo/MTI/MTI
Direitos de autor Jim Lo Scalzo/MTI/MTI
De  Nara Madeira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Nova Iorque reforça segurança no gabinete do Procurador de Manhattan enquanto se aguarda resultado da investigação às acusações contra Donald Trump.

PUBLICIDADE

A cidade de Nova Iorque reforçou a segurança no exterior do gabinete do Procurador de Manhattan em preparação para o que poderá acontecer. 

A investigação às acusações de que Donald Trump comprou o silêncio da atriz de filmes pornográficosStormy Daniels, antes das eleições de 2016, está chegar ao fim. O próprio ex-presidente anunciava, no fim de semana passado, que seria detido esta terça-feira, mas sem apresentar qualquer prova de que a sua detenção esteja para acontecer. 

Por agora, vive-se um compasso de espera mas a,confirmar-se a acusação, Trump torna-se no primeiro ex-presidente dos EUA a ser formalmente acusado de um crime.

Nas redes sociais Trump apelava aos seus apoiantes para se manifestarem, trazendo de volta à memória os últimos protestos violentos no Capitólio.

Apesar dos problemas com a Justiça a grande maioria dos Republicanos mantém o apoio ao antigo chefe de Estado, que continua a campanha para se tornar candidato às eleições presidenciais de 2024, nos EUA.

Maioria dos Republicanos mantêm apoio a Trump

Muitos líderes do partido têm defendido o antigo presidente nos últimos dias. O antigo vice-presidente Mike Pence, provável candidato às Presidenciais, afirmava no fim de semana que os americanos não querem que Trump seja acusado. O governador do estado do New Hampshire, Chris Sununu, candidato à presidência dos EUA, dizia que há um sentimento de que o antigo chefe de Estado está a ser "injustamente atacado". Já o de New Jersey (Nova Jérsia), Chris Christie, crítico de Trump e que está também de olhos postos na Casa Branca, referia que os procuradores de Nova Iorque podem estar a acusar "injustamente" Trump.

Mas o apoio não é consensual e há mesmo quem tome posições "mistas". O Governador da Flórida, Ron DeSantis, - potencialmente o mais forte rival de Trump - não punha em causa o facto de Trump ter subornado a estrela da porno mas falava do aumento das taxas de criminalidade em Nova Iorque, frisando que o procurador, Alvin Bragg, "está a ignorar os crimes que acontecem todos os dias na sua jurisdição", optando por ir ao passado e usando "pagamentos em dinheiro" para "silenciar estrelas porno" como parte de uma "agenda política".

Na segunda-feira, líderes republicanos anunciaram planos para investigar e interrogar as entidades envolvidas no processo contra Trump, incluindo os muitos procuradores federais e locais que investigam as ações de Trump em várias jurisdições. 

Para além do processo em Nova Iorque, Trump enfrenta uma investigação criminal na Geórgia, pelos seus esforços para anular as eleições de 2020, e os procuradores federais estão a investigar, e entre outras coisas, o facto de este ter guardado, no seu escritório, documentos classificados.

A alegada relação entre Trump e a atriz porno Stormy Daniels

Pouco antes das eleições presidenciais de 2016, o advogado de Donald Trump, Michael Cohen, terá pago 130 mil dólares a Stormy Daniels, para silenciar a atriz de filmes pornográficos, em relação a um caso que esta manteve com Trump em 2006. O escândalo chegou à opinião pública em 2018, quando "The Wall Street Journal" o noticiou. Na sequência da divulgação destas informações a estrela porno veio a público dizer que foi forçada a assinar um acordo de confidencialidade. O advogado, Michael Cohen, acabaria detido mas sobre Trump não caiu qualquer responsabilização direta.

O novo procurador de Manhattan, Alvin L. Bragg, reavivou as chamas desta "fogueira" e quer apurar a responsabilidade de Trump neste suborno. O caso está nas mão de um grande júri que pretende ouvir o próprio Trump.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Trump está de volta e quer voltar a ser presidente dos EUA já em 2024

Ex-vice de Trump também foi apanhado com documentos secretos em casa

Trump Organization multada por fraude fiscal e financeira