Dissolvido partido da líder deposta Aung San Suu Kyi

Ex-Presidente birmanesa foi acusada de violar a lei do segredo de Estado e condenada a décadas de cadeia
Ex-Presidente birmanesa foi acusada de violar a lei do segredo de Estado e condenada a décadas de cadeia Direitos de autor Aung Shine Oo/Copyright 2020 The AP. All rights reserved.
De  Euronews com Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Junta militar no poder diz que formação não cumpriu com as condições para se inscrever ao abrigo da nova lei eleitoral

PUBLICIDADE

A comissão eleitoral de Myanmar (antiga Birmânia), criada pela junta militar no poder, anunciou a dissolução da Liga Nacional pela Democracia (LND).

A formação, da líder eleita deposta Aung San Suu Kyi, foi, alegadamente, um dos 40 partidos que não terão cumprido com as condições para se inscrever ao abrigo da nova lei eleitoral.

Myanmar encontra-se mergulhado no caos desde que os militares derrubaram, em fevereiro de 2021, o Governo civil de Aung San Suu Kyi, prémio Nobel da Paz 1991, apoiando-se, para isso, em acusações contestadas de fraude eleitoral.

A junta militar prometeu eleições, mas a oposição diz que não serão justas nem livres.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Aung San Suu Kyi recebe perdão parcial pelo Conselho de Estado de Myanmar

Procuradores alemães acusam 27 pessoas de tentativa de golpe de Estado da extrema-direita

Macron diz que França vai retirar tropas e embaixador franceses do Níger