EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Zelenskyy visita fronteira próxima da Rússia

Zelenskyy posa com militares ucranianos na região de Sumy
Zelenskyy posa com militares ucranianos na região de Sumy Direitos de autor Efrem Lukatsky/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Efrem Lukatsky/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  Euronews com AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente ucraniano alerta para risco de importante vitória estratégica da Rússia que conduza a condições "inaceitáveis" para Kiev

PUBLICIDADE

Volodymyr Zelenskyy visitou a região de Sumy, no norte da Ucrânia. É o mais perto que o presidente ucraniano esteve da fronteira russa desde o início da invasão. Várias localidades da região foram palco de intensos combates nas primeiras semanas do conflito.

Em entrevista à agência Associated Press, Zelenskyy frisou o risco de uma importante vitória russa no leste do país, que poderia permitir a Moscovo reunir apoio internacional para um acordo que force Kiev a fazer o que classificou de compromissos "inaceitáveis".

Durante a entrevista, o presidente ucraniano mostrou-se aberto a um encontro com o presidente chinês Xi Jinping, que se propôs recentemente como mediador para a paz entre a Ucrânia e a Rússia.

Uma paz que não deve, no entanto, ser obtida "a qualquer custo", como frisou o chefe da diplomacia ucraniana Dmytro Kuleba:

"Nenhuma outra nação quer mais a paz do que a Ucrânia. Mas a paz a qualquer custo é uma ilusão. Para que a paz seja duradoura, deve ser justa. O fim da agressão russa e a restauração da integridade territorial ucraniana são condições essenciais para a paz."

O Kremlin diz-se disposto a debater a paz, mas frisa a prioridade dada à segurança da Rússia, justificação várias vezes repetida para a invasão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Pelo menos seis feridos em ataque aéreo russo a zona residencial de Kostiantynivka

Pelo menos seis feridos após ataque aéreo russo em zona residencial de Kharkiv

Ucrânia afirma ter atingido pela primeira vez um avião de combate russo Su-57