Ataque na Cisjordânia mata duas mulheres de nacionalidade britânica

Autoridades israelitas na Cisjordânia, após ataque que matou duas mulheres e feiu uma outra
Autoridades israelitas na Cisjordânia, após ataque que matou duas mulheres e feiu uma outra Direitos de autor JAAFAR ASHTIYEH/AFP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Duas irmãs morreram e a mãe ficou gravemente ferida na sequência de um ataque dentro de um colonato.

PUBLICIDADE

Duas irmãs foram mortas e a mãe ficou gravemente ferida, na sequência de um ataque num colonato israelita na Cisjordânia, esta sexta-feira. O suspeito, um homem palestiniano, abriu fogo sobre o carro em que se deslocavam provocando uma colisão. 

De acordo com as autoridades israelitas, as vítimas mortais tinham 15 e 20 anos e, tal como a mãe, eram imigrantes de nacionalidade britânica.

O ataque aconteceu apenas algumas horas depois de Israel ter bombardeado alegadas posições do Hamas no sul do Líbano e na Faixa de Gaza, em retaliação ao disparo de rockets por parte do grupo islamista.

A escalada de tensão tem sido evidente também em Jerusalém

Ainda esta semana, em mais de uma ocasião a polícia israelita invadiu a mesquita de Al-Aqsa, recorrendo a granadas para atordoar e balas de aço revestidas de borracha contra os fiéis. 

O monumento sagrado acolhe por estes dias centenas de homens que ali se dirigem para as orações do Ramadão. Após a retirada à força, também o acesso à mesquita foi restringido.

A Cidade Velha é atualmente palco de celebrações religiosas para muçulmanos, judeus e cristãos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Procissão das Palmas em Jerusalém

Israel revoga lei de 2005 sobre a retirada dos colonatos da Cisjordânia

Turquia acusa Israel de novo "crime contra a Humanidade"