Israel celebra Dia da Lembrança do Holocausto

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu discursa na primeira cerimónia oficial do Dia da Lembrança do Holocausto, esta segunda-feira à noite
O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu discursa na primeira cerimónia oficial do Dia da Lembrança do Holocausto, esta segunda-feira à noite Direitos de autor Tsafrir Abayov/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  Verónica Romano
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Desde minutos de silêncio por todo o país a cerimónias oficiais, os israelitas relembram os 6 milhões de vítimas judaicas do Holocausto

PUBLICIDADE

As sirenes soaram e Israel parou. Os carros e os autocarros encostaram, as pessoas saíram dos veículos, baixaram a cabeça e aguardaram.

Esta terça-feira de manhã, os israelitas fizeram dois minutos de silêncio em memória dos seis milhões de vítimas judaicas do Holocausto.

O presidente e o primeiro-ministro de Israel participaram numa sessão solene no museu Yad Vashem, para assinalar este Dia da Lembrança do genocídio dos judeus pelos nazis.Os líderes do Estado colocaram coroas de flores sobre o memorial da Revolta do Gueto de Varsóvia em 1943.

As cerimónias oficiais começaram na noite de segunda-feira, quando seis sobreviventes do Holocausto acenderam tochas em memória dos que morreram.

Deixemos estes dias sagrados - desde hoje [esta segunda-feira] à noite até ao Dia da Independência [26 de abril] - acima de qualquer disputa.
Isaac Herzog
Presidente de Israel

O chefe do Estado de Israel discursou e apelou à união do povo. Desde o início do ano, os israelitas têm-se revoltado contra a reforma judicial que o governo quer implementar e que lhe daria mais poder.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Israel pede "memória comum" do holocausto

Segundo maior hospital de Gaza não está operacional. Israel quer reféns libertados até ao Ramadão

Agrava-se conflito no sul do Líbano