Ucrânia prepara-se para resistir à esperada ofensiva russa

Guerra na Ucrânia
Guerra na Ucrânia Direitos de autor Roman Chop/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Estados Unidos vão enviar mais munições para o terreno

PUBLICIDADE

Esta quarta-feira, Washington anunciou um novo pacote de ajuda à Ucrânia. Esta já é a 36ª ajuda militar do governo norte-americano. De acordo com a Casa Branca, o pacote vai incluir munições para o sistema de foguetes HIMARS e projéteis de artilharia.

Volodimir Zelenskyy inspecionou o local da fronteira entre a Ucrânia, Polónia e Bielorrússia, onde estão a ser instaladas fortificações, barreiras e sistemas de vigilância. A deslocação pode indicar a disponibilidade da Ucrânia para travar um possível ataque da Bielorrússia, o principal aliado de Moscovo

"A nível estatal, tudo está a ser feito para aumentar a capacidade de nos protegermos e defendermos contra os ataques russos. Já temos sistemas de defesa aérea muito sérios e outras armas para proteger o céu na Ucrânia. Mas precisam de ser ainda mais poderosas, e tenho a certeza de que serão”, afirmou Zelenskyy.

Também nesta quarta-feira, na antecipação da próxima cimeira da NATO, e durante uma visita à Suécia, o Secretário de Defesa dos Estados Unidos pediu à Turquia e à Hungria para ratificarem a candidatura de Estocolmo. Para Lloyd Austin a entrada da Suécia significa uma Aliança mais forte e uma Europa mais segura

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Estado da União": Rússia procura aliados contra "Ocidente coletivo"

Presidente Zelenskyy pede mais armas e diz que atrasos custam a vida a militares ucranianos

Força aérea ucraniana à espera do sistema de defesa Patriot