EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Sindicatos franceses registam mais de dois milhões e vários confrontos

Foram mobilizados 12 mil polícias em toda a França, cinco mil em Paris
Foram mobilizados 12 mil polícias em toda a França, cinco mil em Paris Direitos de autor Thibault Camus/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Thibault Camus/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Paris e Lyon registaram mais de cem detenções. Autoridades baixam números de participação para os 800 mil

PUBLICIDADE

Esperava-se um 1.º de Maio combativo em França, na continuidade dos vários protestos contra a reforma das pensões. E foi o que aconteceu de maneira relativamente pacífica, até degenerar em violentos confrontos em cidades como Lyon.

Foram mobilizados 12 mil polícias em toda a França, cinco mil em Paris. Os sindicatos apontaram mais de dois milhões de manifestantes em todo o país, meio milhão só na capital, embora as autoridades tenham contado um total que ronda os 800 mil.

"Temos números de mobilização históricos para um 1.º de Maio. É um sinal de que há uma questão social, não uma questão política como havia em 2002. É um sinal de que o ressentimento e a revolta não estão a diminuir", declarava Laurent Berger, da CFDT.

Depois vieram cenas de caos. Em Paris, mas com particular incidência em Lyon também, onde os confrontos com os chamados "black bloc" levaram a mais de 40 detenções, entre vários veículos incendiados e lojas destruídas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Paris 2024: previsões do quadro de medalhas, factos, programa do dia de abertura e quais os recordes que poderão ser batidos

"Muro da Trégua" na Aldeia Olímpica apela à paz no mundo

Presidente da Câmara de Paris nada nas águas do rio Sena