EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Rússia admite recuo em Bakhmut face a avanço da Ucrânia

Soldada ucraniana nos arredores de Bakhmut, região de Donetsk, Ucrânia
Soldada ucraniana nos arredores de Bakhmut, região de Donetsk, Ucrânia Direitos de autor LIBKOS/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor LIBKOS/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Defesa ucraniana diz ter recuperado território, na última semana, sem confirmar uma contraofensiva.

PUBLICIDADE

Pela primeira vez desde a invasão, a Rússia reconhece estar a perder território para as forças ucranianas. Moscovo revelou, esta sexta-feira, que as tropas russas recuaram "para posições defensivas mais vantajosas" perto de um reservatório a noroeste de Bakhmut, face aos avanços do inimigo.

O líder do grupo Wagner, Yevgeny Prigozhin, cujas tropas têm travado grande parte dos combates na região, confirma as informações de Kiev sobre a recuperação de território no leste do país e considera as declarações de Moscovo significam uma "derrota" para a Rússia.

Já em Luhansk, as autoridades russas que ocupam a região acusam Kiev de estar por trás de um bombardeamento a duas fábricas. O impacto das explosões numa zona residencial terá ferido seis crianças e um deputado russo.

A Ucrânia afirma que a Rússia continua a concentrar os seus esforços em operações ofensivas no leste industrial do país, mostrando imagens da devastação da cidade de Marinka na região de Donetsk.

Mas apesar das imagens de destruição reveladas por Kiev, Volodymyr Zelenskyy mantém o discurso positivo.

O presidente ucraniano, que este sábado, se vai encontrar em Roma com o homólogo italiano, afirmou no habitual vídeo noturno que "os ocupantes já estão internamente preparados para a derrota".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Kiev nega ocupação de Bakhmut pelas forças russas

Ucrânia diz que tem repelido a maioria dos mísseis russos sobre Kiev

Zelenskyy afirma que Alemanha é "amigo de verdade"