EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Pedro Sánchez anuncia legislativas antecipadas para 23 de Julho

Pedro Sánchez (arquivo)
Pedro Sánchez (arquivo) Direitos de autor Susan Walsh/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Susan Walsh/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  Euronews com AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Primeiro-ministro espanhol avança legislativas depois de derrota nas eleições municipais e regionais

PUBLICIDADE

O primeiro-ministro socialista Pedro Sánchez anunciou a convocação de eleições legislativas antecipadas em Espanha para 23 de Julho, um dia depois de a esquerda ter sofrido uma derrota retumbante às mãos dos conservadores em eleições municipais e regionais.

Num discurso transmitido pela televisão, Pedro Sanchez anunciou que tinha informado o Rei Felipe VI, o Chefe de Estado, da sua "decisão de (...) dissolver o Parlamento e convocar eleições gerais" a realizar "no domingo, 23 de Julho".

"Embora as votações de ontem tenham tido um âmbito municipal e regional, o significado do voto transmite uma mensagem que vai mais além e por isso, como Presidente do Governo e também como Secretário-Geral do Partido Socialista, assumo os resultados em primeira mão e considero necessário dar uma resposta e submeter o nosso mandato democrático à vontade popular," declarou o primeiro-ministro de Espanha, Pedro Sanchez.

A vitória do Partido Popular (PP, direita) Alberto Núñez Feijóo ultrapassou as expectativas otimistas do partido conservador

Das 10 regiões governadas pelos socialistas, diretamente ou em coligação, que estavam em jogo no domingo, o PP ganhou seis, incluindo Valência, uma das mais populosas e ricas do país.

No entanto, o PP terá de contar com o apoio do partido de extrema-direita Vox em cinco delas, uma vez que não dispõe de maioria absoluta.

O PP também reforçou a sua posição nos seus dois bastiões regionais de Madrid e Múrcia e conquistou as câmras de Valência e Sevilha, a terceira e quarta maiores cidades do país.

"Demos o primeiro passo" em direção ao Palácio de Moncloa, afirmou esta segunda-feira Alberto Núñez Feijóo, líder do PP, na perspetiva de uma vitória nas eleições legislativas.

De recordar que Pedro Sanchez preside ao governo espanhol desde Junho de 2018. Nessa altura, destituiu Mariano Rajoy (PP) do poder ao apresentar uma moção de censura na sequência da condenação do PP pela justiça num mega julgamento por corrupção.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ilha de Menorca: aldeia de Binibeca Vell com horário restrito de visitas durante o verão

Reconhecimento do Estado palestiniano é apenas um "pequeno passo", dizem espanhóis

O que está por trás da última polémica de Milei com o governo espanhol?