Moscovo acusa Kiev de bombardear a cidade russa de Shebekino e a cidade ocupada de Luhansk

Bombardeamentos em territórios russos e ocupados
Bombardeamentos em territórios russos e ocupados Direitos de autor Alex Babenko/Copyright 2020 The AP. All rights reserved
De  Luis GuitaEuronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Moscovo acusa Kiev de bombardear a cidade russa de Shebekino e a cidade ocupada de Luhansk. Bombardeamentos atingiram edifícios de habitação; provocaram pelo menos cinco vítimas mortais e mais de 20 feridos.

PUBLICIDADE

A Rússia acusa o exército ucraniano de bombardeamento maciço da cidade russa de Shebekino e da cidade ocupada de Luhansk.

Em Shebekino, muitos edifícios de apartamentos e casas particulares foram danificados e queimados; disse o governador da região de Belgorod, Vyacheslav Gladkov. Quatro pessoas ficaram feridas.

Na região de Luhansk, cinco pessoas foram mortas e cerca de 20 ficaram feridas devido ao bombardeamento. A administração russa instalada não especifica se se trata de civis ou de militares.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos registou mais de 24 000 vítimas civis desde o início da invasão russa em grande escala, com quase 9 mil mortos.

A grande maioria dos civis foi morta por bombardeamentos, mísseis ou ataques aéreos nos territórios controlados pelo governo ucraniano.

Contudo, o gabinete do comissário afirma que os números reais são consideravelmente mais elevados.

O Ministério Público ucraniano estima que o número de mortos ascenda a 100 mil. O governo ucraniano contabilizou mais de 140 mil edifícios destruídos durante o primeiro ano da invasão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

FMI: Apesar da guerra, economia da Ucrânia mostra uma "resiliência notável"

Ucrânia detém a iniciativa da guerra

Ucrânia anuncia troca de prisioneiros com a Rússia